O Teatro Nacional Dona Maria II leva à cena, de 21 de Novembro a 7 de Dezembro, na Sala Garrett, «O Avarento», de Molière.

“O Avarento”, peça da autoria de Molière, estreou em Paris em 1668, é possivelmente a sua comédia mais dura, aquela onde Jean-Baptiste Poquelin melhor soube traduzir as patologias do humano, num predatório jogo
burlesco de onde ninguém sai ileso, porque aqui não há inocentes para resgatar.

Com encenação de Rogério de Carvalho, este espectáculo marca o regresso do Ensemble ao palco do TNDM II, depois do grande êxito alcançado em Abril de 2013 com a peça “O Doente imaginário”.

Na senda da revisitação cénica de clássicos da literatura dramática universal,
o Ensemble recupera, em boa hora, este texto que estreou em Novembro de 2009 no TNSJ, com o qual obteve o Prémio do Público no Festival de Almada em 2010.

Para o Ensemble, este espectáculo é também uma tentativa de perceber “como jogam hoje em cena os seus beatos que não acreditam em deus, os seus médicos de pouca fé na medicina, os seus advogados que enganam a lei, os seus críticos que não sabem distinguir o bom do mau, os seus pedantes que se servem da ciência para as honrarias do seu prestígio pessoal, as suas mulheres que professam o amor à literatura e ao conhecimento em puro exercício de snobismo, os seus poetas que trocam insultos como
vulgares lacaios. Todo um rol de personagens cujas acções contradizem as palavras. Podemos fazê-los jogar em sátira social sem as limitações que Molière encontrou na sua época, com a mesma crença que ele tinha de que o Teatro tem uma vocação moral”.

A interpretação é de Jorge Pinto, Emília Silvestre, Clara Nogueira, Ivo Alexandre, Isabel Queirós, Pedro Galiza, Vânia Mendes, Miguel Eloy, António Parra, João Castro e Ivo Luz Silva.

De 21 de Novembro a 7 de Dezembro 2014, na Sala Garrett
4.ªfª às 19h00
5.ªf a sábado às 21h00
Domingo às 16h00

Bilhetes à venda na bilheteira do TNDM II e nos locais habituais.

Preços entre os 5,00€ e os 45,00€.