Até 9 de Novembro, a Companhia Seiva Trupe apresenta “As Mãos de Eurídice”, de Pedro Bloch, na Casa das Artes, no Porto.

A peça trata das desventuras do escritor Gracindo Tavares, que decide abandonar a família e fugir com a bela e ambiciosa Eurídice. Passados sete anos de ausência, decide regressar a casa, mas descobre que a realidade  é outra…

O monólogo, interpretado pelo actor Rui Spranger, que encarna a figura de Gracindo Tavares, foi escrito por Pedro Bloch em 1949, e é um dos textos em língua portuguesa mais representados a nível mundial.

Pedro Bloch (1914- 2004) foi médico, escritor, jornalista e compositor. De entre as 30 peças que assinou, ‘As Mãos de Eurídice’ é o seu maior sucesso, contando já com cerca de 800 mil representações e tendo sido encenada em mais de 45 países. No Reino Unido, foi produzida por Sean Connery.

A não perder.

Ficha Artística: Companhia Seiva Trupe; Encenação de Júlio Cardoso; Interpretação de Rui Spranger; Cenografia de José Carlos Barros;
Desenho de luz Júlio Filipe.

Local: Casa das Artes, Rua Rúben A, 210, Porto
Sextas e Sábados – 22h00
Domingos – 16h00