42 anos e 113 peças depois, o Teatro da Cornucópia tem em cena, até 15 de Março, a peça “Lisboa famosa, portuguesa e milagrosa”.

Encenada e protagonizada por Luís Miguel Cintra – um dos fundadores do Teatro da Cornucópia no ano de 1973 – a peça reúne cenas de diferentes autos do século XVI e XVI, devolvendo ao palco textos de autores como Gil Vicente, Baltasar Dias, Afonso Álvares e de alguns anónimos, recuperados por investigadores”.

Lisboa famosa…” é apenas um retrato de Lisboa quinhentista, de uma época de santos populares e milagres de Santo António, fado, sardinha assada, porto de mar, com gente de todo o mundo, mas também terra dos corvos de São Vicente, dos terremotos, da fome, da mentira e da corrupção.

“O espectáculo é leve, brincado, e pode ser uma óptima introdução ao português antigo e à primeira fase do teatro português”. Será acompanhado por escolas, numa acção de formação devidamente contextualizada que conta com a colaboração do Centro  de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

A peça, com a duração de duas horas e 45 minutos, inclui, entre outras, “cenas dos autos da Fama e o da Festa”, de Gil Vicente, dos autos dos Sátiros e o das Padeiras, de autores anónimos, do auto de Santa Caterina, de Baltasar Dias, dos autos de São Vicente e o de Santo António, de Afonso Álvares, de “Vida de Santo António”, segundo a tradução portuguesa de Franco Barreto, da “Flos Sanctorum”, de Pedro Ribadaneyra.

A banda sonora tem um peso significativo, como não podia deixar de ser. Durante o espectáculo ouvem-se 3 canções completas: “Una Casa Portuguesa”, versão espanhola de Jorge Sepúlveda de Uma Casa Portuguesa; os fados “Lisboa Antiga”, cantado por Amália Rodrigues e “Veio a Saudade” por Carlos Ramos; a peça para guitarra de Carlos Paredes “Canção para a Titi” e trechos de guitarradas e marchas várias. Também se ouve “Espelho d’Água”, do grupo Santamaria, “Falar de amor”, da dupla Miguel e André, e o início da versão oficial online do Hino Nacional.

Encenação – Luís Miguel Cintra
Cenário e figurinos – Cristina Reis
Desenho de luz – Cristina Reis, Luis Miguel Cintra e Rui Seabra.
Interpretações de: Ana Amaral, Guilherme Gomes, Isac Graça, José Manuel Mendes, Luís Lima Barreto, Luis Miguel Cintra, Rita Cabaço, Rita Durão, Silvio Vieira e Sofia Marques.

“Lisboa famosa, portuguesa e milagrosa”, Teatro da Cornucópia/Teatro do Bairro Alto, Rua Tenente Raul Cascais, Lisboa.
Até 15 de Março, de Terça-feira a Sábado, às 21h00, Domingo às 16h00.
Preços dos bilhetes: 15,00€

Indesculpável perder este espectáculo!

LisboaFamosa2