Os 500 anos da construção da Torre de Belém, e o 40º aniversário das independências dos países africanos que fizeram parte do império colonial português, ao longo de quase cinco séculos, são a dupla efeméride que dão o mote ao espectáculo de abertura das Fes­tas de Lisboa’15, na noite de Sábado, 30 de Maio, pelas 22h00. O espectáculo a céu aberto tem entrada livre.

Quinhentos” é um espec­tá­culo transdisciplinar que tem por cenário natural o Tejo, e a Torre de Belém como palco de excepção, ponto de encontro de universos artís­ti­cos diver­sos que serão apresentados por artis­tas por­tu­gue­ses e estran­gei­ros, numa performance única que alia teatro, música e projecções multimédia.

“Qui­nhen­tos” percorre cinco sécu­los da his­tó­ria de Por­tu­gal e do Mundo, revi­si­tada à escala da Torre de Belém. A concepção e produção do espectáculo é da responsabilidade da com­pa­nhia fran­cesa Ilotopie, que há cerca de 40 anos cria inter­ven­ções artís­ti­cas para espa­ços públi­cos, desenvolvendo composições espectaculares que conjugam o maior número de disciplinas – teatro, dança, circo, música, multimédia, etc – sendo internacionalmente reco­nhe­cida pela qualidade, virtuosismo e inovação das uto­pias que inspira.

Prepare-se para um espectáculo nunca visto, uma verdadeira viagem no tempo cujo ambiente sonoro é ins­pi­rado nos qua­tro can­tos do mundo, cri­ado por deze­nas de músi­cos que, em con­junto, nos apre­sen­tam sono­ri­da­des ori­gi­nais e com­po­si­ções úni­cas, inter­pre­ta­das pela impo­nente Banda da Armada, pelos os ori­gi­nais  Beatbombers (Ste­re­os­sauro & DJ Ride, numa estreia em Por­tu­gal de uma performance de DJs que actuam e inte­ra­gem com uma banda mili­tar – e as vozes do Coro Infanto-juvenil da Uni­ver­si­dade de Lisboa.

A história será contada por uma composição de 13 actores, numa representação que utiliza a água – denominada pela Ilotopie como “Parada aquática” – em que é ficcionada “a aventura portuguesa desde que se lançou à descoberta do mundo, no século XV, até aos dias de hoje, passando por momentos históricos como a Restauração da Independência, o Terramoto de 1755, a Revolução Industrial, o Estado Novo e a Revolução de Abril de 1974.”

Não queremos revelar muito mais, para que o efeito surpresa não se perca, mas aqui fica mais uma dica: seis obras de arte sairão das paredes de museus e serão recri­a­das em pro­jec­ções monu­men­tais, espe­lha­das a céu aberto, naquele que é um ícone da cidade, da his­tó­ria e do patri­mó­nio por­tu­guês: a Torre de Belém.

Não falte, e deixe-se surpreender por músi­cos, acto­res, cenó­gra­fos, can­to­res e desig­ners que lhe darão em conjunto as boas-vindas às Fes­tas de Lisboa.

Sobre as Festas de Lisboa’15, daremos mais notícias entretanto.

Fontes:
http://www.festasdelisboa.com/
https://www.facebook.com/festasdelisboa
https://www.visitportugal.com/pt-pt/content/festas-de-lisboa
https://www.facebook.com/beatbombers1
http://ilotopie.com/tourne/
http://banda.marinha.pt/pt/Paginas/bandadaarmada.aspx