Almada está em festa por ocasião da comemoração dos 41 anos da Revolução de Abril. Nesta noite de 24 de Abril, a Praça da Liberdade será palco, pelas 22h00, de um espetáculo único de música portuguesa e fogo-de-artifício. Os artistas convidados, que irão animar esta festa especial, são Janita Salomé, acompanhado pelos Cantadores do Redondo, e os Amor Electro.

Janita Salomé e o grupo Cantadores do Redondo iniciam a Festa com o cante alentejano. Do repertório fazem parte temas tradicionais alentejanos e músicas do recente trabalho “Em nome da rosa“, assim como canções de José Afonso.

Cantor e compositor português, Janita Salomé é um dos nomes incontornáveis da música tradicional portuguesa, especialmente no que diz respeito aos sons da região alentejana, dos quais é embaixador. A solo editou os álbuns “Melro” (1980), “Cantar Ao Sol (1983), “Lavrar Em Teu Peito (1985), “Olho de Fogo” (1987), “A Cantar à Lua” (1991), “Janita Raiano” (1994), “Tão Pouco e Tanto” (2003).

Em nome da rosa“, o seu último trabalho editado em Junho de 2014, venceu o Prémio Pedro Osório 2015, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores. O disco é uma viagem às raízes sefarditas do cantor/compositor. Além de explorar a temática da rosa em oito temas originais, incluiu canções de um cancioneiro sefardita riquíssimo e relativamente pouco conhecido em Portugal.

A actuação de Janita Salomé termina perto da meia-noite, quando a Praça da Liberdade se iluminar com o já tradicional espetáculo de fogo-de-artifício.

Segue-se a atuação dos Amor Electro, um dos principais projetos da moderna música portuguesa, com o trabalho (R)Evolução que acrescenta a energia contrastante do rock mais progressivo à vincada personalidade da banda.

Em 2011, a banda composta por Tiago Pais Dias, Rui Rechena, Ricardo Vasconcelos e Mariza Liz, apresentaram o seu álbum de estreia “Cai o Carmo e a Trindade“, onde se fundem a modernidade e a tradição, as raízes populares e a eletrónica. O disco entrou directamente para o quarto lugar do top de vendas em Portugal, chegando depois ao primeiro lugar, tendo alcançado Disco de Platina. Desde então, os Amor Electro afirmaram-se na cena musical portuguesa, colecionando prémios e distinções e esgotando concertos um pouco por todo o país. Para fechar o ano em beleza, a banda foi nomeada para os prémios MTV Europe Music Awards, na categoria “Best Portuguese Act”, tendo repetido o feito em 2012 – prémio que viria a ser ganho pela cantora Aurea.

Em Janeiro de 2013 foram galardoados na Holanda com o EBBA – European Border Breakers Award 2013. Em Outubro desse ano lançaram o disco “(R)Evolução“, álbum que inclui 8 temas originais e 2 versões e no qual Portugal continua a ser o elemento essencial do ADN dos Amor Electro, mas vestido de alguma irreverência rock. Com o tema é fogo se queimar“,  a banda foi ainda nomeada para melhor canção, nos Globos de Ouro da SIC.

Se puder assista logo á noite, na Praça da Liberdade em Almada, a este espectáculo único de música portuguesa e fogo-de-artifício.