Entre 12 e 15 de Fevereiro, decorre em Sintra, no Centro Olga Cadaval, a 5ª edição do Córtex, o Festival de Curtas-Metragens de Sintra.

Este ano o Cortex amplia a sua programação para o recentemente inaugurado MU.SA, Museu das Artes de Sintra, e presta homenagem a Lars von Trier e ao cinema dinamarquês.

Logo a abrir o Festival, acontecem duas estreias absolutas deste realizador, produzidos ainda no tempo em que era aluno da Danish Film School: “Nocturne” e “Befrielsesbilleder”. Esta é a chance de conhecer as origens do mais conhecido e controverso realizador dinamarquês.

Hemisfério, é uma das grandes novidades da edição Córtex 2015, que inclui um espaço dedicado a uma instituição cinematográfica internacional, tendo sido escolhida para este ano a Danish Film School. Nesta secção vão ser exibidas 5 curtas metragens, realizadas pelos alunos desta escola, e conta com a presença de Elizabeth Rosen, coordenadora internacional da Danish Film School.

Também em estreia, o Córtex cria um espaço de competição dedicado ao público infantil: o Mini Córtex. Esta nova secção competitiva resulta de uma colaboração com a Monstra – Festival de Cinema de Animação de Lisboa e exibirá 9 curtas metragens de animação de autores nacionais e internacionais.

Na Competição Internacional serão exibidas 12 curtas, um crescimento relativamente à edição anterior, sinal do interesse que o festival tem suscitado e do maior número de inscrições que tem vindo a receber. Na Competição Nacional existirão 16 curtas metragens, produzidas entre 2013 e 2014.

A destacar ainda para a palestra “The Making of Lars von Trier” , a 14 de Fevereiro, no MU.SA – na ausência do realizador, Peter Schepelern, seu antigo professor de cinema e docente em Film e Media Studies na Universidade de Copenhaga, que vai falar da obra do realizador; a masterclass do realizador João Canijo e da atriz Anabela Moreira; o workshop de cinema de animação para crianças; o concerto do músico dinamarquês Mikkel Solnado e por fim, o concerto de música erudita com a violinista Lilia Donkova e o acordeonista Gonçalo Pescada, com projeção de imagens do realizador dinamarquês Carl Dreyer.

O júri desta 5ª edição do Cortex é composto por  Inês Medeiros, Margarida Vila Nova, Filipe Vargas, Pedro Filipe Marques e Manuel Mozos.

Saiba mais AQUI sobre a programação do Cortex 2015.