No dia 1 de dezembro, às 15h, cerca de 1600 músicos, de 35 bandas filarmónicas e agrupamentos de todo o país, reúnem-se em Lisboa para desfilar na Avenida da Liberdade, terminando com uma atuação conjunta nos Restauradores.

 

A apresentação do 5º Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas é também uma homenagem a esta prática musical com mais de 200 anos que, um pouco por todo o país, continua a desempenhar um importante papel na formação cívica e musical de crianças e jovens.

 

O desfile tem início às 15 horas, na Avenida da Liberdade, junto à Estátua dos Combatentes da Grande Guerra e termina nos Restauradores, com todos os grupos reunidos para interpretar o Hino da Maria da Fonte, o Hino da Restauração e o Hino Nacional, sob direção do Maestro da Banda Sinfónica do Exército, Tenente Duarte Cardoso. A entrada é livre.

 

Esta iniciativa é uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa, a EGEAC e o Movimento 1º de Dezembro.

 

 

Nota: alertamos que ocorrerão alterações no trânsito na Avenida da Liberdade. Esta via estará cortada à circulação entre o Marquês de Pombal e o Rossio, entre as 13 h e as 19 horas, de dia 1 de dezembro.

 

 

ALINHAMENTO 5º DESFILE BANDAS FILARMÓNICAS

PARTIDA, 15H: Avenida da Liberdade, junto à Estátua dos Combatentes da Grande Guerra

 

Tocá a Rufar

Grupo de Bombos de Atei

Banda Sinfónica do Exército

Banda Anfitriã: Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural de Marvila (Lisboa)

Açores: Sociedade Filarmónica União e Progresso Madalense (Pico – Madalena)

Aveiro: Banda Musical de S. Tiago de Lobão (Sta. Maria da Feira)

Beja: Banda da Sociedade Filarmónica União Mourense “Os Amarelos” – (Moura)

Braga: Banda Filarmónica de Santa Maria de Bouro (Amares)

Banda Marcial de Arnoso (Macedo Cavaleiros)

Bragança: Banda Filarmónica do Brinço (Macedo de Cavaleiros)

Banda de Música 1º de Maio (Mirandela)

Castelo Branco: Filarmónica Retaxense (Castelo Branco)

Filarmónica Recreativa Cortense (Covilhã)

Sociedade Filarmónica Oleirense (Oleiros)

Sociedade Filarmónica de Educação e Beneficência Fratelense (V. V. Rodão)

Coimbra: Sociedade Recreativa Instrutiva e Beneficente Santanense (Figueira da Foz)

Filarmónica Sangianense (Oliveira do Hospital)

Évora: Banda Filarmónica da Casa do Povo de Nª Sra. De Machete

Banda da Sociedade União Alcaçovense

Faro: Banda Musical de Tavira

Guarda: Banda Academia de Santa Cecília – S. Romão (Seia)

Sociedade Musical Estrela da Beira – Seia

Leiria: Sociedade Filarmónica Maiorguense (Alcobaça)

Banda Recreativa Pedroguense (Pedrogão Grande)

Lisboa: Associação Musical de Cabanas de Torres (Alenquer)

Sociedade Filarmónica 1º de Dezembro da Encarnação (Mafra)

Portalegre: Banda Juvenil do Município do Gavião

Sociedade Musical Euterpe de Portalegre

Porto: Banda Musical de S. Vicente de Alfena (Valongo)

Santarém: Sociedade Filarmónica União Maçaense (Mação)

Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar)

Setúbal: Sociedade Filarmónica Incrível Almadense

Viana do Castelo: Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha

Viseu: Sociedade Filarmónica da Fraternidade de São João de Areias (Sta. Comba Dão)

Bana Musical 81 de Ferreirim (Sernancelhe)

 

CHEGADA: Restauradores – atuação dos grupos Tocá a Rufar e Bombos de Atei seguida da interpretação conjunta do Hino da Maria da Fonte, Hino da Restauração e Hino Nacional, sob direção do Maestro da Banda Sinfónica do Exército, Tenente Duarte Cardoso.