O programa do Mês da Enguia, decorre de 1 de Março a  3 de Abril em Salvaterra de Magos.
“Este ano, o Mês da Enguia é ainda mais especial, pois é a 20.ª edição deste certame que, ano após ano, tem conseguido constituir-se num dos maiores produtos turísticos do concelho de Salvaterra de Magos, superando cada edição o sucesso e o número de visitantes do ano anterior”, afirma o presidente Hélder Esménio.
São aguardados, uma vez mais, milhares de visitantes e, a manterem-se os números do ano passado, deverão ser consumidas cerca de 5,5 toneladas de enguias, confecionadas das mais diversas formas, desde as tradicionais enguias fritas, de ensopado, de caldeirada ou grelhadas, até às receitas inovadoras dos restaurantes.
Este ano são 18 os restaurantes aderentes ao Mês da Enguia, mais dois do que no ano passado. Além da gastronomia, o programa oferece seis exposições em simultâneo: “Os Parodiantes, os Barretes e a Rádio em Portugal”, “Embarcações tradicionais do Tejo”, “Salvaterra de Magos, Memórias de uma Vila Real”, “Tradição e Contemporaneidade, Vidro da Marinha Grande”, “Da Nossa Terra… o que se conta”, e “os 112 anos do Comboio em Marinhais”.
Durante o Mês da Enguia realiza-se a Feira de Artesanato e produtos Regionais, este ano com mais de uma centena de artesãos, produtores locais e regionais. Da vasta programação fazem parte dezenas de espetáculos e apresentações de artistas, grupos e escolas do concelho, provas desportivas e folclore.
O presidente da Câmara de Salvaterra reafirmou a sua aposta neste certame para a promoção turística do concelho e divulgação do concelho e do seu património. O autarca espera que, após a refeição, os visitantes continuem a descobrir o concelho de Salvaterra de Magos, visitando as exposições, a feira de artesanato, passeios de barco no rio Tejo, e o património histórico e cultural”. Em destaque, o Palácio da Falcoaria Real, que faz de Salvaterra “a Capital Nacional da Falcoaria”.

Mais informações emhttp://www.cm-salvaterrademagos.pt/   e http://www.mesdaenguia.pt/