TODOS – Caminhada de Culturas chega de novo a Lisboa, de 10 a 13 de Setembro, para a sua sétima edição e desta vez assenta arraiais na Colina de Santana, fazendo do Campo dos Mártires da Pátria o centro das rotas do mundo.

O mais multicultural dos festivais de Lisboa, teve berço no Martim Moniz em 2009, depois seguiu para o Benformoso e Intendente, passou pelo Poço dos Negros e finalmente por São Bento. TODOS é um festival que desde a origem se assume como cosmopolita e de inclusão. Nele cabem todas as diferenças, sejam elas culturais, de religião, credo ou outras, dos lisboetas provenientes de todo o mundo.

TODOS é uma grande festa feita com empenho e alegria, que decorre num bairro da cidade, território rico em história e complexo pela sua diversidade. Central e porém reservada, é na Colina de Santana que este ano mora o palco da grande festa, local onde o mundo inteiro se encontra com Lisboa. Do Campo de Santana aos Mártires da Pátria, passando pelo seu jardim, estende-se pela Gomes Freire, Pena e Paço da Raínha, locais onde serão vividos, vistos, experimentados, discutidos e comemorados, espetáculos, conversas, ideias e sabores dos quatro cantos do mundo, numa descoberta intensa e cheia de surpresas desta cidade onde cabe o mundo inteiro.

TODOS é um festival onde sobressaem as artes plásticas e performativas, a música e a gastronomia, as visitas guiadas, o debate e o pensamento.

Vá descobri-lo em toda a sua diversidade.

Aqui ficam algumas pistas do muito que poderá explorar.
Exposição fotográfica: TODOS a olhar para trás
Visite a exposição retrospetiva onde estão presentes as outras edições do TODOS. No antigo Hospital Miguel Bombarda, (Rua Dr. Almeida Amaral), espaço só por si carregado de memórias, estão patentes seis anos de fotografias que constroem um mosaico da cidade com momentos absolutamente singulares. O projeto expositivo e fílmico tem curadoria de Giacomo Scalisi, é da autoria de Pedro Sena Nunes, tem manipulação de imagem e construção sonora de Inês Gomes e João Dias. Inaugura a 10 Setembro às 19h00 e pode ser vista de 11 a 13 Setembro das 14h00 às 19h00. Entrada Livre

Green Fingers
Transformar o jardim com a ajuda de vários artistas plásticos é o desafio lançado aos visitantes do Campo de Santana ao longo de três dias. Todos podem ser green fingers, mágicos na arte da jardinagem, criar instalações e participarem em performances a céu aberto. O único limite é a imaginação.
Campo Mártires da Pátria | 11 de Setembro, das 10h00 às 18h00 | 12 e 13 de Setembro, das 11h00 às 19h00.

Teatro das Compras
Esta é uma iniciativa de animação teatral em lojas emblemáticas do comércio lisboeta que já é tradicional das Festas de Lisboa e que também vai visitar o TODOS. Três textos de Afonso Cruz e um de Joana Bertholo são levados à cena por actores e performers como Tónan Quito, Lígia Roque ou Bruno Humberto. São “ficções em lugares reais” que ninguém vai querer perder. Com o apoio do Teatro Nacional D. Maria II que, inaugura a sua temporada e também está em festa neste fim de semana.
Lojas da Colina de Santana | 12 de Setembro, das 11h30 às 13h00.

Paços e passos
Este é um passeio exploratório que conduz todos os visitantes pelos percursos da história da Colina de Santana pela mão do TODOS. Do Largo do Conde Pombeiro, Paço 
da Rainha, Largo do Mitelo, Campo dos Mártires da Pátria, Rua Júlio de Andrade, Travessa
do Torel até à Calçada de Santana. “Da Idade Média até aos dias de hoje, eis uma visita pelo  passado grandioso de Lisboa e o seu quotidiano popular, expresso nos seus múltiplos lugares de memória: as várias arquiteturas e monumentos; os traçados das ruas e das praças; as vidas dos que aqui deixaram marcas; os percursos dos animais, entre outros aspetos que fazem deste local, hoje, um território tão plural.”Requer inscrição prévia através do email [email protected]. 12 de Setembro, a partir das 15h00

Curral
Margarida Mestre apresenta uma partitura vocal com habitantes da Colina, numa evocação da história deste local de Lisboa, uma incursão aos tempos medievais, quando a zona era um arrabalde por onde pastavam animais que alimentavam Lisboa e se usava a denominação de “alto da caganita”.  Primeira Praça de Touros e Campo inovador de ciência, com os seus biotérios de cobaias, é hoje jardim de patos, galos, gansos e tartarugas. Curral propõe-se refletir sobre os animais em vários tempos da História e em diferentes pontos do globo. Que voz terão os animais reais e os imaginados, quando chamados a prestar provas das suas vidas? Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Lisboa | 12 e 13 de Setembro, pelas 16h00.

 Il n’est pas encore minuit…
Os acrobatas franceses da Companhia XY trazem uma nova linguagem que assenta num velho pilar humano –  confiança – e invadem a ala de alta segurança do desativado Hospital Miguel Bombarda para falar de liberdade, de ”equilíbrios e desequilíbrios”… Deixe-se fascinar por um grande espetáculo de dança e de novo circo, onde a energia da música vai marcando o ritmo dos performers, que desafiam a gravidade e parecem voar.
Antigo Hospital Miguel Bombarda | 12 e 13 de Setembro, às 17h30.

Pratos e Mundos
Eis um piquenique de todos os continentes num jardim que convida a fazer o repasto na relva, sobre a toalha mais verde de sempre que se estende para saborear pratos cheios de mundos de comida doce, fresca, salgada e picante… Pessoas de vários pontos do globo e amantes da cozinha preparam os seus petiscos preferidos e as maravilhas culinárias dos seus países. Legumes delicados, frutas cheirosas, especiarias, receitas por experimentar, massas, doces inventados. Tudo isto para provar deitado ou recostado na relva. A não perder!
Campo Mártires da Pátria | 13 de setembro, a partir das 12h30.

Saiba tudo sobre o TODOS em http://festivaltodos.com/ e em https://www.facebook.com/festival.todos  e para saber sobre inscrições e reservas para os espectáculos veja em http://festivaltodos.com/2015/08/25/esclarecimento-sobre-inscricoes-e-reservas/

Fonte:

Festival TODOS