86.ª edição da ‘Grande Festa do Livro’ realiza-se até 13 de junho, no Parque Eduardo VII

Feira do Livro de Lisboa já está aberta aos visitantes

                                                                                                                                                                                         A Feira do Livro de Lisboa já recebeu os primeiros visitantes que ficaram a conhecer as muitas novidades da 86.ª edição do certame, que se realiza no Parque Eduardo VII até ao próximo dia 13 de junho. O momento ficou marcado por uma cerimónia que contou com a presença de Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa.

 

Com 10 dez novos participantes – que somam um total de 123 – um número recorde de pavilhões (277) e quase 600 editoras e chancelas, a edição deste ano da Feira do Livro de Lisboa promete atrair ainda mais visitantes. Para tal muito contribuirão as novidades ao nível da programação, novos conceitos de restauração/street food e novas tecnologias – a app mobile ‘Feira do Livro de Lisboa – que vão ajudar os visitantes a estar a par de tudo o que está a acontecer na Feria. “Há mais vida no Parque” é o mote que lança a nova edição, com uma Feira repleta de espaços diferentes e para todos os gostos. O Parque Eduardo VII vai ainda contar com o palco Show Cooking, onde estarão em destaque permanente autores e livros de gastronomia e culinária, como forma de responder aos pedidos do público que, de ano para ano, demonstram cada vez mais interesse nestas temáticas.

 

Ao nível da restauração, a 86.ª Feira do Livro de Lisboa conta com mais de 40 espaços de refeição, 10 dos quais estreias absolutas no certame. Os visitantes do primeiro dia já se renderam aos novos conceitos gastronómicos e entre livros e letras, aproveitaram para se deliciar com as várias iguarias espalhadas pelo recinto.

 

Numa tentativa de aproximar o conceito da Feira do Livro de Lisboa aos outros eventos semelhantes a nível internacional, a 86ª Edição do certame conta com a presença do Brasil, numa representação comissariada pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, e ainda com um pequeno grupo de editores ingleses e alemães com o apoio da AICEP.

 

Além da programação cultural cujos destaques podem ser lidos abaixo, a Feira do Livro de Lisboa apresenta ainda vários concertos para descontrair ao final do dia, todos os dias, com vários cantores portugueses a subirem ao palco como Ricardo Mestre, V1ruz ou ZucaTuga.

 

 

Destaques de Programação

Ao longo dos próximos 19 dias, são mais de mil as iniciativas que terão lugar no recinto da Feira do Livro de Lisboa. Alguns destaques:

  • Para celebrar o aniversário de Virgílio Ferreira, no dia 3 de junho às 21 horas, em parceria com a Cinemateca, a Feira do Livro vai ter a projeção do filme Manhã Submersa. Com a presença do Realizador Lauro António e Lídia Jorge que farão um debate prévio sobre Virgílio Ferreira.
  • Yoga Mágico em Família com Sónia Costa no Stand BLX no dia 29 maio às 11h30.  Porque o Yoga significa juntar, nesta aula vamos ter os miúdos e os graúdos juntos. Com alegria, a proposta é desenvolver os princípios do Yoga em família, promovendo a flexibilidade, a força, o equilíbrio, a concentração, o relaxamento, a conduta pessoal e social, a partilha e a gestão de emoções das crianças e dos adultos.  Juntem-se e venham experimentar Yoga!
  • O meu livro da Cortiça / My Cork book com Danuta Wojciechowska e Joana Paz (Lupadesign) também no dia 29maio às 17h.  O livro explora o fascinante universo da cortiça uma matéria única no mundo, da qual Portugal é o principal produtor. É através de jogos e desafios que se dá a conhecer este património, que abrange desde o sobreiro ao montado e assegura uma grande diversidade de atividades económicas, que incluem, entre outras, a transformação e utilização da cortiça. Propõe-se que, com estes estímulos, a criança construa as suas próprias narrativas, desenvolvendo a criatividade e a imaginação.
  • Acampar com histórias – 8 noites em que grupos de 20 crianças entre os 8 e 10 anos vão poder «acampar» na Estufa-fria e passar uma noite de magia e fantasia na Feira do Livro de Lisboa, rodeados de contadores de histórias, autores, ilustradores, entre outras surpresas. Uma noite em que não são permitidos nem telemóveis nem equipamentos eletrónicos. O que levar? Roupa confortável, saco cama, escova e pastas de dentes e toalha de rosto. A inscrição tem um custo de 10€ (valor rebatível na compra de livros). Inscrições em www.acamparcomhistorias.apel.pt. O Acampar com Histórias realiza-se nas noites de 27 e 28 de maio, e 3, 4, 9, 10, 11 e 12 de junho.
  • II Encontro Literário “Nós e os Livros” que, num ambiente informal e descontraído, reúne vários adeptos da literatura para uma conversa em torno de um denominador comum – o livro – com vários painéis temáticos. Em parceria com o Diário do Distrito, o blogue Os Livros Nossos a Revista Alvo e a Nova Gazeta, a organização da Feira promove no dia 4 de Junho a partir das 16 horas os painéis o encontro para debater o livro, a literatura, os géneros literários, as novas tendências e o mercado editorial Português, seus desafios e potencialidades.
  • Debates e lançamentos – A Fundação Francisco Manuel dos Santos volta também a marcar presença na 86.ª edição da Feira do Livro de Lisboa promovendo, na praça azul, vários lançamentos de livros de temas tão distintos da atualidade como “O Futuro da União Europeia” com a presença de Eugénia Conceição-Heldt, “Portugal e o Atlântico” com a presença do autor, Bernardo Pires de Lima e Francisco Seixas da Costa, a revista XXI dedicada ao tema da Democracia ou o ainda o ensaio “Turismo em Portugal” com a presença da autora Vera Barros, entre outros. Associado a cada lançamento haverá um debate no qual serão discutidos os temas em questão como “Europa: há razões de esperança?” ou “Emigrar: escolha ou destino?”. No dia 27 de Maio e nos dias 1 e 7 de junho, a partir da Praça da Fundação, serão transmitidos ainda três programas da TSF em direto a partir das 19 horas;

 

Além da Programação Cultural vai estar a decorrer, ao longo de toda a Feira, a iniciativa “Dê Nova Vida ao Livro” que, este ano e numa parceria entre a APEL e o Banco de bens Doados, vai contar com um pavilhão onde os visitantes vão ser convidados a colocar um ou mais livros nas estantes. Estes livros irão ser posteriormente entregues a crianças das instituições que fazem parte da rede do Banco de Bens Doados. O ano passado foram angariados cerca de 3000 livros. Este ano a organização espera superar este número com a ajuda de todos os portugueses!

 

O horário para visitar a 86.ª edição do certame repete-se uma vez mais: entre segunda e quinta-feira das 12h30 às 23h00; sextas-feiras e dia 9 de junho das 12h30 às 24h00; sábados e dias 10 e 12 de junho das 11h00 às 24h00; e domingo e dias 26 de maio e 13 de junho 11h00 às 23h00.