Patente até dia 20 de Fevereiro, a exposição “É” de Rui Horta Pereira apresenta os desenhos criados entre 1993 e 2015, perfazendo mais de vinte anos de um percurso do artista nascido em Évora, em 1975.

 

Foi reunido um alargado e diversificado conjunto de desenhos que são forças e modos de estar, de agir, de pensar, de curar, de sarar, de rir, de revelar, de prever, de projetar e de dar a ver.

Para Rui Horta Pereira o desenho é um projecto global. Lembrando que exposição e publicação não são uma e a mesma coisa, existem desenhos publicados que não são expostos e há desenhos expostos que não são publicados. As sequências e o alinhamento dos cadernos – em séries, em conjugações temáticas, reunidos por afinidade eletiva ou porque sim – procura encontrar os múltiplos fios narrativos, que gerem e geram o projecto rizomático que Rui Horta Pereira conduz (ou através do qual é conduzido).

 

Com curadoria de Nuno Faria, pode visitar a exposição de quarta a sábado, entre as 15h e as 20h na Fundação Carmona e Costa, no Edifício de Espanha (Bairro do Rego), Rua Soeiro Pereira Gomes, Lote 1- 6º A e D 1600-196 Lisboa.

Entrada Livre