O EDP Fado Cafe, o sétimo e mais novo palco do NOS Alive, que nasceu com a Rua EDP na passada edição, vai contar com um ambicioso cartaz aos longo dos três dias do festival, reunindo alguns dos mais consagrados nomes do Fado, bem com outros artistas com fortes relações com este género. Carminho, Miguel Araújo, Mário Pacheco, Janeiro, e a histórica Tasca do Chico, representada pelos fadistas Maura, João Carlos, Adriano Pina e Milene, são os nomes que dão voz a este género musical português, que é desde 2011 “Património Imaterial da Humanidade”, e que ao mesmo tempo revela como este estilo está bem presente na cultura de muitos outros artistas portugueses.

O sétimo palco do NOS Alive que nasceu na 10.ª edição na Rua EDP, uma zona renovada do recinto com cenografia tradicional portuguesa, foi um verdadeiro sucesso, tendo sido um dos pontos de destaque do público e da imprensa nacional e internacional. A requalificação desta rua com 150 metros de comprimento, eminentemente inspirada na traça pombalina, irá albergar vários elementos da cultura portuguesa, entre eles a recriação do Museu da Eletricidade e do MAAT, dois verdadeiros ícones da cidade de Lisboa. Nesta zona vive o Palco EDP Fado Cafe, dois espaços centrais de ativação da EDP, e ainda várias zonas comerciais. O projeto é da autoria do arquiteto Rui Francisco e a produção está a cargo da EPC (Empresa Portuguesa de Cenários).

Dia 06 de julho, o EDP Fado Cafe recebe Miguel Araújo um dos mais importantes e relevantes compositores da atualidade com obra feita em “Os Azeitonas” a solo e para filmes como o recente remake do “Canção de Lisboa” do qual saiu um grande sucesso na voz de Cesar Mourão e Luana Martau com o tema “Será Amor”. Araújo é ainda responsável pela composição de temas para os maiores fadistas da nova geração, como é exemplo Carminho, Ana Moura, Raquel Tavares e António Zambujo, para quem compôs, entre outros, o “Pica do 7”, que para além de um enorme sucesso, que certamente ficará para a história, foi vencedor de um Globo de Ouro. Miguel Araújo, músico que se tem destacado como compositor, letrista, cantor e músico, leva ao NOS Alive um espetáculo especial, desenhado exclusivamente para o festival e as suas ligações ao fado. Neste mesmo dia sobe a palco Mário Pacheco, um dos mais importantes nomes da guitarra portuguesa, conhecido tanto por acompanhar Amália Rodrigues, como pelas suas composições interpretadas por Camané, Mísia, Sofia Varela, entre outros. O músico apresentará neste dia no NOS Alive um recital de música portuguesa que promete ficar na história do festival.

O segundo dia do festival abre portas para receber Carminho, um dos maiores nomes do Fado e uma das artistas portuguesas de maior projeção internacional. Com um percurso inquestionável, que rapidamente conquistou o mundo, Carminho, partilhou palco e estúdio com alguns dos mais impressionantes nomes da indústria, como Pablo Alborán, Caetano Veloso, Marisa Monte, Chico Buarque, entre outros. A artista que traz o fado na alma, vai marcar presença no EDP Fado Cafe dia 07 de julho com um espetáculo especialmente preparado para o NOS Alive, capaz de conquistar todo e qualquer festivaleiro. Neste mesmo dia sobe ainda a palco o jovem artista português, Janeiro, que neste concerto irá apresentar para além do seu reportório, vários temas do cancioneiro popular português, em que cada canção deixa claro a procura de uma identidade própria.

Já dia 08 de julho, último dia do festival, o EDP Fado Cafe vai contar com uma programação muito especial, preparada em conjunto com a Tasca do Chico, uma das mais tradicionais e históricas casas de fado, com reconhecida fama mundial e citada pelos principais meios internacionais, como é o caso da BBC. João Carlos, fadista e histórico apresentador da Tasca do Chico, Maura, Adriano Pina e Milene, são as vozes conceituadas deste local histórico que irão levar até ao NOS Alive o verdadeiro ambiente da Tasca do Chico.

A este cartaz juntam-se ainda os Blues’ n’ Swing, que têm como missão dar vida à pista de slows, que ocupará o Palco EDP Fado Café, no final de cada noite, num revivalismo perfeito envolto na famosa bola de espelhos. Blues’ n’ Swing, são um grupo de jovens e talentosos músicos, habituados a criar uma atmosfera “cool” e intimista, através de um repertório que cobre as jóias do cancioneiro Americano e Brasileiro com um toque de modernidade. Desde o primeiro acorde não há volta a dar, a noite vai ser memorável.

Ana Sofia Vinhas, Diretora de Marca do Grupo EDP, salienta que “há 8 anos que a EDP está presente no NOS Alive. Termos ajudado a criar a Rua EDP e o EDP Fado Cafe é um motivo de orgulho e reforça a nossa aposta na área da musica. Hoje somos uma das marcas que mais apoia a música portuguesa e a nossa ligação a este sétimo palco que irá privilegiar a música nacional é o resultado desta nossa forte aposta”.

A 11.ª edição do NOS Alive, que decorre no Passeio Marítimo de Algés nos próximos dias 06, 07 e 08 de julho, imprimiu um capítulo na história dos festivais em Portugal ao esgotar os bilhetes diários e os passes de três dias a mais de dois meses da abertura de portas. Já em 2016, ano de celebração da sua 10.ª edição, o NOS Alive foi o primeiro festival desta dimensão em Portugal a esgotar os bilhetes na sua totalidade, tendo, no entanto, registado tal feito no primeiro dia do evento.

Com um cartaz que volta a impressionar os melhores festivais do mundo, o NOS Alive é cada vez mais uma referência global e um dos festivais mais procurados pelo público e pela imprensa internacional. The Weenkd, The xx, Foo Fighters, Depeche Mode, Phoenix, Royal Blood, Alt-J, The Kills, The Cult, Spoon, Royal Blood, Imagine Dragons, Kodaline, Fleet Foxes, Bonobo, Ryan Adams, Courteeners, Cage The Elephant, Benjamin Booker, Local Natives, The Avalanches, Peaches, Glass Animals, Parov Stelar, Tiago Bettencourt, The Black Mamba, You Can’t Win Charlie Brown, entre muitos outros, são alguns dos nomes que compõem o cartaz da 11.ª edição e responsáveis por este feito histórico.

Artistas já confirmados: Alt-J, Benjamin Booker, Blossoms, Blues ‘N’ Swing, Bonobo (Live), Cage The Elephant, Carminho, Courteeners, Depeche Mode, Floating Points, Foo Fighters, Glass Animals, Imagine Dragons, Janeiro, Kodaline, Local Natives, Mário Pacheco, Miguel Araújo, Parov Stelar, Peaches, Phoenix, Rhye, Royal Blood, Ryan Adams, Savages, Spoon, Tasca do Chico (Maura, João Carlos, Adriano Pina e Milene), Tiago Bettencourt, The Black Mamba, The Cult, The Kills, The Weeknd, The xx, You Can’t Win, Charlie Brown, Wild Beasts e Warpaint.

 

06, 07 e 08 de julho de 2017
PASSEIO MARÍTIMO DE ALGÉS (OEIRAS)

PASSES DE TRÊS DIAS E BILHETES DIÁRIOS ESGOTADOS