Afonso Cruz, Cynan Jones e Ondjaki juntam-se aos já anunciados Mia Couto, Jorge Palma, Claudia Clemente, Ivo Ferreira, Samar Yazbek, Rafael Marques e Tabish Khair, na 6ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM).

Os três jovens autores de nacionalidades distintas têm em comum as melhores referências do meio literário, que a todos augura um futuro auspicioso.

O FLM, hoje na sua 6ª edição, conquistou já um lugar indelével no panorama cultural português. Por aqui passaram autores como Eduardo Lourenço, Alberto Manguel, Helder Macedo, Naomi Wolf, Gonçalo M. Tavares, Zygmunt Bauman, Alessandro Baricco, José Eduardo Agualusa, João de Melo, Patricia Dunker ou Luiz Ruffato.

Falsidade e Verdade na Ficção Literária é o mote deste ano, o ponto de partida para uma semana de encontros, debates, espectáculos, sessões de autógrafos e muitos outros momentos, não só no Funchal mas em vários pontos da ilha, entre 11 e 16 de Abril.

Mas o FLM não se baliza na palavra escrita. Este ano, o ecletismo ramifica para o ecrã, pela primeira vez, com a realização de uma conversa cruzada sobre aquela que é, nas palavras de Godard, a mais bonita fraude do mundo. O cinema tem a palavra, na realização e na representação, para que a mentira possa, também aqui, ser a mais verdadeira forma de arte.

Mais informações : http://www.festivalliterariodamadeira.pt/